sexta-feira, 3 de maio de 2013

Um "Encontro com Deus" envolto em enganos!




AS MENTIRAS NO ENCONTRO COM DEUS: EVIDENTE SÍNDROME LUCIFERIANA

(Carta aberta aos irmãos da ICADI)

Há quase 4 anos o Senhor propunha em meu coração escrever acerca das mentiras, enganos e absurdos que aconteciam nos “Encontros com Deus” que, mormente, eram realizados por nossa congregação. É lógico que todo esse acervo de doutrinas falsas apresentadas por esse retiro espiritual foi aprendido fora; não foi uma invenção nossa. Em suma, distante de adentrar na questão doutrinária que transformava o aquário dos retiros de impacto em pura podridão, devo ressaltar alguns dos efeitos visíveis que implodiam na mente e alma de alguns que insistiam em coordenar e sustentar aquele evento herético! Sim, meus amigos leitores: Por mais que as palavras aqui escritas sejam duras, é para o nosso bem o que o Espírito Santo me compele escrever.

Concernente às nossas duas congregações vinculadas, esse famigerado retiro espiritual gerou mais competição do que edificação e crescimento em Graça! A maioria pessoas que ali foi, fundamentou sua fé em grãos de areia soprados ao vento por essas doutrinas maculadas e embebidas no antropocentrismo e na arrogância humana e, por isso – é fato! – não permaneceram! Acha que eu estou exagerando? Veja os relatórios de pessoas que já participaram desse retiro espiritual e conclua por si mesmo! As pessoas que permaneceram em nossas congregações, na realidade, já eram das congregações (com uma ou outra exceção).

Ora, fui plenamente brando enquanto denunciava os erros e enganos apresentados por esse retiro espiritual; não entrei na questão pessoal, pois me propus a tratar do tema de modo objetivo e não subjetivo! Ali aconteceram profecias duvidosas; batismos com o Espírito Santo recheados de meninices... A substância mais evidente nesses retiros era, principalmente, a arrogância competitiva que deixou, como legado, uma raiz de divisão entre duas congregações e que, até hoje, revela consequências desastrosas!

Tentei alertar a liderança da igreja – em especial o corpo de obreiros –, mas, fazendo pouco caso da verdade que lhe era manifestada, grande parte simplesmente tapou os ouvidos do discernimento e adotou para si a mensagem mais conveniente. Não é de se estranhar! O próprio apóstolo Paulo sobreavisou seu filho Timóteo acerca dessas coisas:

Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. (2Tm 4.3,4)

Ora, essas fábulas veiculadas por esse “Encontro com Deus”, fazem coceguinhas nos ouvidos das pessoas e, por esse motivo, ajuntam um número expressivo de defensores que, segundo a vaidade, arrogância e concupiscência de seus corações, ajuntam para si a mensagem que mais lhes agrada! Irmãos! Será que vocês não percebem o quanto Cristo está distante desse antropocentrismo mentiroso, engodado, falacioso veiculado como evangelho? Voltar à prática disso é se assemelhar com o cão que volta ao seu próprio vômito. E digo mais: Os líderes que, após terem sido alertados, resolvem aplicar essa enxurrada de mentiras sobre outras pessoas, serão, taxativamente, alocados no julgamento apresentado por Pedro, em sua segunda epístola, acerca do qual, eu farei menção abaixo:

E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. (...) Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo. Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado; deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama. (2Pe 2. 1,2; 17-22)

Leia com toda cautela as palavras do apóstolo São Pedro! Seria melhor que não conhecessem o caminho da verdade! Já nos disponibilizamos a demonstrar, não por meio de argumentação humana, mas por meio da própria Palavra, que o “Retiro de Impacto” está repleto de heresias e mentiras! Mas há muitos que têm insistido em aplicá-lo sem, pelo menos, retirarem esse engano diabolicamente veiculado como se verdade fosse! Igreja de Cristo: Acorde! Acorde!

Veja os frutos de dissolução que foram colhidos desse “Encontro com Deus”! Veja o espírito de competição que se diferencia do Espírito de comunhão, levantado como regra nesses retiros! Analise toda a questão segundo a Palavra de Deus e não segundo o orgulho humano! Se eu fosse denunciar um a um dos problemas, falsas profecias, falsos batismos, falsas comunhões, falsa humildade, falsos milagres, falsas conversões que estiveram relacionados a esses retiros espirituais, provavelmente eu seria apedrejado até a morte! Aliás, há desses que já me mataram de seus vínculos relacionais, não sendo capazes de, sequer, me cumprimentar com a paz do Senhor no meio da rua!

Prefiro ser odiado por falar a verdade, do que angariar amigos segundo o engano! Estes, certamente, vão me encher de lisonjas, mas não me encherão de vida segundo o Espírito da Graça! O Senhor Jesus e o Espírito Santo são testemunhas fiéis de que eu, constrangido no amor de Deus, me vejo compelido a alertar mais pessoas acerca dessas falácias e mentiras veiculadas nesse retiro espiritual que se revela muito mais inequivocamente carnal!

Os resultados práticos desses retiros espirituais revelaram-se, principalmente, no número de divisões que nossa congregação experimentou! E não venham dizer que as divisões só surgiram após nós termos nos posicionado contra esse veículo de engano denominado “Retiro de Impacto”, que estarão mentindo e testemunhando falsamente! As divisões começaram antes e foram, em grande parte dessas, decorrentes desse aglomerado de heresias derramadas por meios desses encontros espirituais duvidosos... Quem vive segundo o Espírito abertamente pode falar que, mesmo quando não entendiam o contexto mais profundo daquele movimento espiritual, percebia que tinha algo errado no meio de tudo aquilo!

Quanto àqueles que foram alertados e que insistem nesse barco furado, rogo que o Espírito ainda lhes convença, pois serão responsáveis por uma a uma das vidas que alimentarem com o veneno do engano! No mais, façam bom proveito do sabor do vômito e do cheiro e viscosidade da lama!

As palavras são duras, eu sei! Mas são verdadeiras... Como sempre gosto de deixar claro, não tenho qualquer intenção de defender o Verdadeiro Evangelho – ele que se defenda –, mas busco defender outros pequeninos que estão sendo enganados por esses líderes que teimam em ir contra a Palavra da Verdade!

Com amor, temor e muito tremor!

Jordanny Silva

Nenhum comentário: