terça-feira, 27 de abril de 2010

Caio Fábio em uma confissão...

Julgue quem desejar julgar... Mas Deus, absolutamente, é amoroso o suficiente para nos salvar! E Ele nos salva de nós mesmos; da nossa prisão ao nosso orgulho e soberba! Que esse testemunho, de alguma forma, possa te edificar...
Não sou fã do Pr. Caio Fábio, mas sei reconhecer um testemunho genuinamente cristão!



Jordanny Silva

2 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado Jordanny Silva,

A paz do Senhor!

Que este exemplo seja plenamente analisado e que muitos ou todos, se verifiquem em responsabilidade, e assim, meditem sem resistência à fraqueza que persiste até o último dia de nossas vidas na certeza que devemos ser fiéis até a morte.

Não tentemos ao Senhor com a desculpa que caímos por causa dos homens. Devemos assumir a nossa exclusiva responsabilidade e lutar com todas as forças, para imitar, conforme a Palavra ao apóstolo Paulo, que sem titubear, não acusou a quem quer que seja.

O nosso irmão apóstolo Paulo, reiterou o quão importante era em sua vida viver o que est´´a escrito no livro de Romanos 06:06:

"Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado."

Encontramos a maravilhosa orientação, sem acusar a qualquer que seja, no livro de I Coríntios 11:01:

"Sede meus imitadores, como também eu de Cristo."

Este cresceu em graça. Este estava no caminho da graça. Este, o nosso irmão Paulo, se despediu dos seus desejos e ponderou, ser exemplo de servo de Deus sem justificativas humanas e simplistas.

A responsabilidade é individual e necessária.

O Senhor seja contigo!

O menor de todos. Em tremor e temor.

Juber Donizete Gonçalves disse...

Jordanny,

Também concordo que foi um testemunho sim. Ele realmente errou no passado, mas Deus é poderoso para perdoar e restaurar.

Graça e Paz.