segunda-feira, 1 de junho de 2009

Aos apreciadores ou fãs do ministério Di(st)ante do Trono...


A apostasia é uma das mais marcantes evidências de nosso tempo! O que nos deixa mais boquiabertos e tristes, é vermos ela presente de forma intensa e "escrachada". Meu amigo, e irmão em Cristo, Teóphilo, tem sido um intenso guerreiro, dentro do ministério apologético, apresentando as mais escancaradas vertentes da apostasia que se possa imaginar dentro da igreja evangélica.


A todos os admiradores, fãs, ouvintes do "ministério" Diante do Trono, eu gostaria que tirassem um tempo para ler, sem preconceitos e com humildade (se é que ainda exista humildade no nosso meio) o texto que indicarei a seguir. Clique no link abaixo e conclua por si mesmo:




Nota: Se você quiser ser edificado, leve a sério as informações que o amigo Teóphilo, detalhadamente, consigna. Se quiser continuar iludido, descarte as informações agora mesmo; ou melhor, nem perca seu tempo lendo!


A paz do Senhor a todos!


Jordanny Silva

11 comentários:

Teóphilo disse...

Fico contente quando um cristão sincero compreende que não é apenas uma análise, mas uma convocação à defesa da fé!
Raros têm esse entendimento...
O Senhor continue sendo contigo, meu irmão!!

SOLUS CHRISTUS disse...

Graça e paz amado irmão! Parabéns pelo maravilhoso blog! Deus Continue a te abençoar!

Do seu irmão em Cristo:

Rv. Ronaldo P. Mendes. Pastor da 1ª Igreja Presbiterina Conservadora de Barra do Garças-MT!

Teóphilo disse...

Você some e me deixa vindo aqui todo dia olhar o afogado!

Olha lá no meu blog, em:

http://teophilo.blogspot.com/2009/06/aventuras-de-blogueiro-cristao-iii.html

Seu nome aparece no meio da postagem... e eu não estou te "esculachando"!!!

Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo sejam contigo!

Gláucia Carneiro disse...

Parabéns por voltar a postar novamente!

Te agradeço por isso, gosto da forma que voce escre, sempre tão ponderado e com tanto zelo, demonstrnado amor pelas almas.

Participei de equipe de louvou. Primeiro o DT caiu na mesmice, em vãs repetições, agora idolatria.

É triste ver para onde está indo o louvor que deveria ser dado único e exclusivamente a DEUS,a JESUS e ao ESPÍRITO SANTO.

Danilo Fernandes disse...

Jordany!

Danilo, do Genizah! Amigo do Teo.

Vamos fazer uma parceria de troca de banners, links ou blogroll...

Se topar me avise em post lá no Genizah

A Paz e o Bem!

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

MINISTÉRIO BATISTA BERÉIA disse...

Jordanny, tem um selo para você em meu blog, passa lá.
Pr Silas

José Junior disse...

Rapaz...tenho sentido falta de suas postagens.. onde está você ?

Grande Abraço e Deus o abençoe !

Maires de Moura Silva disse...

A Paz do Senhor, meu irmão.
Sei que a intenção de suas atitudes é tentar mostrar a verdade, mas você não coloca em prática o que a Bíblia diz que não somos juízes sobre a terra. Todos temos nossos erros (pecados). Com este titulo (ministério Di(st)ante do Trono) que você colocou no Blog esta julgando um irmão. Ou será que por eles serem de outra igreja, mesmo que sendo evangélicos, não são seus irmãos? Eu ouvi uma pregação domingo na igreja baseada na passagem da Bíblia em Salmos 133:01, que diz “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!”. Quem ministrou a palavra da noite foi você e dizia que nos não devíamos falar mal do nosso irmão. Si você tem algo pra dizer ou alertá-lo, diga a ele, mas não fale dele. Onde está a sua união? Você já orou por seus irmãos?

Blog do Jordanny Silva disse...

Maíres, a paz do Senhor!

Agradeço a participação neste blog. Realmente, no domingo à noite ministrei com base no texto de Salmos 133.1! Agora, creio que o tema principal da mensagem não foi plenamente compreendido pela irmã. Trouxe, biblicamente, o significado da união. Nós como servos do Deus vivos estamos unidos em Cristo, ou seja, na Palavra. Qualquer um que se diz irmão e se afasta da Palavra, na verdade não é irmão. E destes, nós devemos nos afastar. É exatamente o que a Palavra nos exorta (2Tm 3.5). Ademais, o fato de eu estar apresentando fatos evidentes acerca de terríveis absurdos que tal ministério tem cometido, apenas revela de minha parte, amor e união para com aqueles irmãos que, apesar de incautos, têm um forte desejo de crescer na graça e no conhecimento e têm buscado zelo pela fé e sã doutrina.
Qualquer um que se diga irmão ou irmã, mas não tem zelo pela Palavra, deve ser admoestado. E, minha querida irmã, tal ministério já foi admoestado diversas vezes. Entretanto continuam contumazes em suas falhas.
Não obstante, fato de não alertar o ministério DT pessoalmente é que, já tenho observado o quanto os tais já foram admoestados e não quiseram mudar.
Por último, a irmã apresenta uma espécie de temor quanto ao julgamento. A Palavra de Deus, segundo o contexto correto, não nos alerta a não julgar. Pelo contrário, a Escritura nos informa que, na medida em que julgarmos seremos julgados. Logo, quando apresento um julgamento que é baseado na Escritura, não cometo erro algum. Ademais, no evangelho de João 7.24, percebemos um conselho vindo do próprio Senhor Jesus: "Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a RETA JUSTIÇA". Logo, todas as vezes que julgamos tendo por base a Palavra da Verdade, não julgamos mal. Aliás, todo servo autêntico do Senhor Jesus tem que estar preparado para julgar, sim. São vários textos bíblicos que corroboram esta minha afirmação (1Co 6.1-5; 5.12).
O problema é que grande parte desses Lobos que se passam por Ovelhas, têm se valido da filosofia do MEDO para nos inculcar uma falsa verdade bíblica cheia de maldições, a fim de inibirem quaisquer julgamentos contra suas falsas doutrinas e inverdades.
Daí vêm os grandes chavões que, em face da descontextualização exata, são extrabíblicos: "não julgueis para não seres julgados" (esquecem-se de analisar a outra parte do texto); "não toqueis nos ungidos de Deus" (também esquecem-se que o próprio Davi se posicionou contrariamente ao ungido Saul, juntamente com Samuel, os quais delataram os erros cometidos por ele). Tais argumentações bíblicas são falhas e equivocadas. Devemos julgar sim, mas de acordo com a Palavra de Deus. E qualquer um que não se baseia na Palavra para ministrar ou mesmo fazer suas músicas, está Distante do Trondo do altíssimo.
Nós somos separados e santificados pela Palavra da Verdade (Jo 17.17). Estamos unidos pelo vínculo da paz (Ef 4.3). Logo, qualquer um que se diz irmão, mas não se inclina à Palavra da Verdade, não é irmão, e a estes, não quero, em hipótese alguma, unir-me.
Uma coisa eu devo informá-la, Maires, sempre tenho orado ao Senhor para que possa, segundo a Sua Vontade, abrir os olhos de mais e mais pessoas. E também oro, não só para o DT, mas também para diversos outros cantores talentosos. Entretanto, para quem mais oro, é para aqueles irmãos verdadeiros que, por ignorância, são enganados por um grande número de falsários e nicolaítas, que já têm alcançado a glória neste mundo, vendendo milhões e fazendo diversos fã$$$$.
Achei interessante o fato de você tentar utilizar a palavra que eu ministrei no domingo contra minha pessoa. Mas, o texto ministrado não contradiz nada do que tenho postado neste espaço, pelo contrário, apenas tem corroborado tudo que tenho pregado.
Que Deus te abençoe ricamente! E agradeço a postagem! Seus posicionamento e questionamento enriqueceram muito esta postagem.

Deus te abençoe!

Jordanny Silva

Pastor disse...

Olá rapaz,

Ví no seu profile que é advogado. Do diabo???

A bíblia diz em provérbios: "Quem ganha almas sábio é."

Por favor, faça valer a pena o sacrifício de Cristo, vá ganhar almas. O tempo que perde escrevendo essas bobeiras, vai ter que dar contas à Deus pelas almas que deixou de ganhar.
Nada pessoal, mas pelo evangelho.

Te deixo a Paz do Senhor, mas não sei se vc e seu amigo Teophilo a tem para dar.

Ps: Nem precisa postar isso se não quiser.

Blog do Jordanny Silva disse...

Caro "pastor?",

Primeiramente não tenho obste algum em publicar quaisquer comentários ou idéias que os leitores deste blog postam.

Não tenho medo também de afrontas ou injúrias. Aliás, o senhor se considera um servo de Deus que tem realmente a paz Dele? Então porque se acovardou e postou anonimamente? E mais, como servo, como o senhor se entitula, por que palavras de injúria em relação a minha pessoa, chamando-me de advogado do diabo? Ao próprio Cristo, os fariseus disseram que Ele espulsava demônios em nome de Bel Zebu... Regozijo-me e alegro quando sou injuriado pelo nome de Cristo! E posso afirmar que em meus textos não tenho lançado palavras de ofensas a ninguém... A não ser que a verdade te ofenda?

Gostaria de saber quem o senhor é, ou continuará escondendo-se atrás do anonimato? O senhor não sabe que o anonimato é vetado pela própria constituição federal? E não falo como advogado, mas como cidadão que sou... Gostaria de conversar acerca do assunto, ou prefere afrontas injuriosas e/ou difamatórias?

Aliás, o senhor me conhece como profissional que sou? Como pode afirmar que sou "advogado do diabo"? Aliás, percebo que o senhor é defensor do ministério diante do trono... Ou talvez esteja enganado, não é mesmo? Mais uma coisa, o senhor conhece a minha vida ministerial para afirmar se eu tenho ou não cumprido o ide?

A diferença, caro "pastor?", é que, primeiramente, não arrebanho um grande número de pessoas por meio de um evangelho de engano e voltado para resultados. Ademais, arrebanhar um grande número de pessoas por meio deste evangélho pôdre que grande parte das igrejas evangélicas adotando, apenas os conduzirá ao inferno. É isso mesmo! Todo esse engano e emocionalismo maquiado de espiritualidade e contrário à palavra de Deus levará as pessoas ao céu?

Prezado "pastor?", se tiveres coragem, apresente-se fora do anonimato e antes de atirar palavras de injúria contra a minha pessoa, tente argumentar as proposições aqui desposadas por meio de um conteúdo bíblico consistente, e atenha-se à discussão aqui levantada... Não me venha com acusações sem qualquer tipo de conhecimento acerca de minha vida e do propósito do meu coração...

Gostaria de ver se o senhor realmente tem coragem de discutir o assunto racionalmente, por meio do fundamento maior do crente: a Bíblia Sagrada!

O Senhor me deixou a paz do Senhor, mas percebo que o senhor não tem muita compreensão do que é essa paz... Ainda assim, de mesmo modo, eu também o cumprimento com a paz do Senhor! Mesmo duvidando um pouco de sua santificação na palavra da Verdade, pelas próprias palavras que o senhor atirou contra mim...

Jordanny Silva