sexta-feira, 14 de abril de 2017

Deixa-me

 
Deixa-me

Deixa-me provar teus lábios, 
Tua doçura;
Deixa-me provar-te, e encher-te 
De ternura...
Deixa-me saber teus medos,
Tua loucura;
Deixa-me tocar tua nobre
Alma nua...
Deixa-me deitar-te em minha
Cama-tua;
Deixa-me olhar tua bela 
Face-lua...
Deixa-me sondar tuas vias,
Rotas, ruas;
Deixa-me perder-me em tuas
Sendas, curvas...
Deixa-me beber tua poção,
Tua cura;
Deixa-me encantar por tuas
Artes puras...
Deixa-me escalar teus seios,
Tuas alturas;
Deixa-me medir teu ventre,
Tua fundura...
Deixa-me abraçar-te em noites
Frias, turvas;
Deixa-me salvar-te nas fendas
Mais escuras...
Deixa-me sorrir, em tuas
Travessuras;
Deixa-me chorar, em tuas
Amarguras...
Deixa-me gozar tuas breves
Aventuras;
Deixa-me romper tua forte
Armadura...
Em sombras, à deriva, ou longe
De tua paz,
Deixa-me expressar um só
Desejo mais:
Que não me deixes ir, tampouco
Te deixar,
Posto que, condenado, minha sina
É te amar!

Em 14 de abril de 2017.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Soneto aos Miniformandos

 
Soneto aos Miniformandos

Incontáveis estrelas do céu
que aos meus olhos me fez encantar,
inda que numa ilusão sem par,
ao mar feito um “barquim” de papel;

foi daí que um presente de mel
veio aqui, neste mundo, brilhar,
num sorriso tão doce e um olhar,
de tão puro, fez sentir-me um réu

condenado à sina do amor.
Seja herói, princesinha ou que for
fez morada em meu coração

recheando minha vida e canção,
que outrora se viu tão vazia,
mas que agora é de intensa poesia!

Gama, 19 de dezembro de 2012.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Aquarela

 
AQUARELA

Numa sequência peculiar de detalhes, a vida se revela como uma única e magnífica obra. É como uma aquarela, que, vista de perto, não passa de um borrão de tinta. Mas ao distanciarmos a visão, o que era borrão cria forma; e o que parecia não ter significado, alcança significância. 

Tudo, porém, é para a Glória daquEle que se dedicou a pintar!

Não faça pouco caso dos detalhes, pois tudo na vida conta! E o que aparenta ser um simples e pequenino detalhe, é o que essencialmente compõe a arte de viver!