quarta-feira, 3 de abril de 2019

AMOR DE BICHO IGUAL A AMOR DE FILHO?



As coisas se distorceram a um nível nunca imaginado! Amor de uma mãe para com um filho não era pra ter comparação por vários fatores.
O principal desses é a facilidade que há em se amar um ser a partir do fato de que esse ser será sempre mais submisso e dependente. Nesse sentido, um cachorro, por seu intelecto débil em relação ao ser humano, sempre será mais obediente, menos exigente, mais afável. Já um filho cresce. E quando cresce vai se tornando independente quanto à forma de pensar, agir, e ser. Desse modo, o amor materno e paterno se torna o desafio da aceitação de que o filho pode se tornar totalmente diferente das projeções dos pais; de que o filho pode contrariá-los de modo mais intenso; de que o filho pode magoá-los com palavras, atos ou gestos. Nisso, o desafio de amar apesar de tudo que o filho venha a ser e fazer, faz como que a pessoa amadureça em amor.
Amar bichinho é fácil. Nossa geração aprendeu a fazer isso até com Tamagoche (sei lá se se escreve assim) e com o Pou do celular. Cachorro não te magoa com palavras; cachorro não para de te dar atenção; cachorro só te desobedece com coisas bobas. Agora gente não! Pessoa é imprevisível mesmo. Amar gente é evoluir em amor. Amar bicho é engatinhar no universo de, no máximo, gostar.
Mas vivemos no tempo das facilidades, onde as pessoas vão preferir bicho à gente! Vão deixar de ter filhos, pra adotar gato, passarinho, cachorrinho, tartaruga. Vão preferir o caminho mais fácil onde se magoam menos!
Essa é uma geração mole, que não entendeu que o amor é sofredor: tudo sofre, tudo crê, tudo suporta!
Por isso, está tudo trocado! É de doer o coração ver uma matéria como essa. É a radiografia do nosso egoísmo; da nossa moleza; da nossa frouxidão!
Que geração ridícula essa nossa!
Ame gente; ame, sobretudo, gente! Tenham filhos! Adotem filhos de verdade! Filho gente; não filho animal!
A escritura não disse: Crescei e criai cachorrinhos. Disse: Crescei e multiplicai! A experiência do amor de Deus só nasce nesse ambiente relacional. Paulo entendeu isso tão bem que gerou mais filhos do que o próprio Salomão com suas 700 esposas e 300 concubinas, ainda que tenha vivido como um celibatário! Ele soube bem o que era crescer e multiplicar. Ele soube, como ninguém, o que é o amor que suporta, crê e sofre!

sábado, 30 de março de 2019

Silente

SILENTE

Em teu silêncio há, sim, palavras,
que eu, em segredo, ouvi-las tento;
e segregado em dor, lamentos,
almejo o som que ao peito afaga.

Na esperança de ser se agarra
aquele que, num só momento,
quer te falar, mas cala atento
à meiga voz: fulgaz espada!

Acho-me, então, fixo em teus olhos;
perco-me em teu-eu refletido;
enveredado em teus mistérios:

A contentar-me em teus espólios.
Seria, pois, teu veredicto 
sentenciar-me a um querer néscio?

sexta-feira, 8 de março de 2019

Mulher, virtuosa mulher!

MULHER, VIRTUOSA MULHER!

Tua beleza fez constelações se curvarem;
Tua fragilidade fez fortes caírem;
Tua amabilidade fez moribundos se levantarem;
Tua humildade fez orgulhosos se prostrarem;
Tua sinceridade fez mentirosos se envergonharem;
Tua garra fez ociosos te invejarem;
Tua luta fez fortalezas ruírem;
Tua inteligência fez os tolos te odiarem;
Tua delicadeza fez durões se partirem;
Tua sabedoria fez gerações te honrarem;
Teu sorriso fez corações desfalecerem;
Teu olhar profundo fez cabeças se curvarem;
Teu conselho fez bons filhos prosperarem;
Tua voz fez angustiados se acalmarem;
Tua coragem fez impérios de horror fenecerem;
Tua bondade fez algozes se aquietarem;
Tua sensibilidade fez “machões" chorarem;
Tua lágrima fez corações se quebrantarem;
Tua companhia fez dos pobres os mais ricos;
Tua ausência fez dos ricos os mais pobres;
Teu coração fez desolados se abrigarem...
Ó, mulher, quão grandes feitos
No silêncio concluíste!
Seria louco o homem que não se permitisse
Ver e, a ti, reverenciar!
Incumbe a nós o dever de te amar;
E amar é, sobretudo, respeitar!
Continue, nos detalhes, a nos ensinar;
E que prosperem sempre os teus dias,
Para que a vida assim siga
Em perpétua harmonia
Com o mais sublime significado
Que tu dás ao que, de fato,
É ser humano!


Jordanny.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Não se desculpe: Culpe-se!




NÃO SE DESCULPE: CULPE-SE!

Certa vez Airton Senna foi entrevistado e perguntado sobre algumas explicações que Alan Prost estava dando para justificar o seu desempenho, não tão bom, em uma temporada do campeonato de Fórmula 1. Ele respondeu, em inglês, mais ou menos o seguinte: "Vocês conhecem o Prost; ele sempre vai dizer que o problema é a pista, ou o carro, ou o tempo, ou algum colega de corrida. Ele nunca vai dizer que o problema é ele."

O mundo todo conheceu a genialidade de Senna, que aliada a sua humildade, esforço, dedicação para cada vez ser melhor na vida e nas pistas, o transformou no maior piloto de todos os tempos. Falo sem exageros. Mas nessa entrevista fica claro o seu maior segredo: Senna não transferia a responsabilidade de seu desempenho, alto ou baixo, para as circunstâncias que o cercavam. Antes, usava muitas dessas circunstâncias desfavoráveis, em seu favor. Tanto que era imbatível em provas de chuva. Quem o assistiu, sabe do que eu estou dizendo.

Essa concepção que tinha nas pistas, também aplicava na vida. E é, claramente, aplicável na vida de todos nós. Temos uma mania terrível de culpar tudo e todos para nos desculpar. Culpamos nosso cônjuge por nossas insatisfações; culpamos nossos filhos; nossos pais, padrastos, enteados. Culpamos nossa condição financeira; culpamos nosso patrão. Culpamos o Diabo e a própria vida. Mas nunca olhamos para nós mesmos e centralizamos a raiz do problema em nós! Quer saber de uma coisa? É justamente nessa atitude de análise interior, inconformação consigo mesmo, e atitude para mudar que reside o segredo de se ser um ser humano melhor! Não falo aqui dos simplesmente bem sucedidos, mas realmente daqueles homens e mulheres manifestam o melhor que se pode extrair da humanidade, ainda que no anonimato!

Pare de culpar tudo e todos! Pare de culpar a vida, o Diabo e até mesmo Deus! Arque com a responsabilidade de seus erros e acertos! Busque se melhorar para a vida, ainda que sua vida não seja a melhor vida! Pare de desculpas e culpe-se! Em seguida mude; transforme o seu entendimento! 

Pense nisso! Viva isso!

domingo, 3 de setembro de 2017

No Amor





No Amor

Vaguei no mundo das sensações
Buscando sentido,
Quando percebi que não há
Sentido algum em algum
Sentido buscar!
Foi então que no simples
Cursar da vida,  e pela vida
Simples a cursar, que
O sentido de tudo foi 
A revelar-se, enquanto a mim
Revelava que era no abrir
Mão de tanto, ou tudo,
Que residia o sentido, e sobretudo,
Na simplicidade de amar!
Assim te encontrei no amor,
Que antes de tudo
Encontrou-me a mim;
E, achado, vi-me perdido
No propósito, no absurdo,
De simplesmente te amar!
Amo-te, então, mais que tudo,
E em proporção
Que supera o meu todo;
Porquanto este amor me destrói,
Desconstrói, e reconstrói;
E em ti leio a Razão de tudo,
Enquanto encontro aquEle 
Que por tudo - posto que
Por Ele -, e em tudo,
Conduziu-me a te amar!

Gama DF, 03 de setembro de 2017.

Jordanny

Dedicação: Esse poema, em especial, dedico à minha filha Rebecca, que de fato foi o instrumento de Deus para me revelar a sublimidade do Seu Amor! Ela me encheu de significado e me mostrou a siginificância de amar do modo mais simples inimaginável! Louvo ao meu Deus todos os dias por ela! Te amo, minha princesinha mais linda e cheirosa desse mundo todo!

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Na Multiplicação do Seu Comércio...




O argumento que coloca a teologia num nicho de superioridade quase intocável revela, na verdade, uma influência para a venda de mais e mais livros. Pelo que percebo, em todo caso, o Evangelho acaba sendo sempre comercializado.

Conhecer a Deus nunca teve por objetivo maior o desenvolvimento teológico. Senão, um ladrão sendo executado não teria tempo de se encontrar com Cristo no Paraíso. "Provai e vede que o Senhor é bom" se revela o maior incentivo de Deus ao homem.

A teologia tem seu lado bom, mas se tornou um instrumento de comercialização do Evangelho, sim! Mesmo aquela teologia que contesta grande parte dos abusos e distorções doutrinárias, quando super exaltada, carrega em si um marketing específico. Além disso, não poucas vezes, enveredam a mente humana para um aprisionamento sutil, soberbo e arrogante, instrumentalizando-se de lógicas humanas na tentativa de se pensar Deus "logicamente". É tão difícil entender que a superioridade e soberania de Deus não se limita a nossa lógica? O Logus transforma toda a nossa mais apurada razão, ainda que teológica, em loucura! Esse Logus se fez carne e habitou entre nós, manifestando-se fora dos conceitos teológicos, em indizível simplicidade, aos pequenos e não cultos!

Não nego a importância da teologia. Seria hipócrita se a negasse! Mas não a coloco em um nicho de superioridade, pois até mesmo isso carrega em seu cerne uma inclinação aguda para a idolatria.

Em Cristo,

Jordanny.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Prove e Veja!




Não é tão difícil constatar quem verdadeiramente é apaixonado pelo Evangelho e quem não é. Tudo se manifesta no grau em que a pessoa se lançou. Grande parte das pessoas que estudam o Evangelho, teólogos que conheço, vivem no ambiente da contemplação: Ficam boquiabertos com tudo o que se pode apreender teoricamente do Evangelho. Um estudioso de religiões, ou filólogo, numa descrição simples, conceitual e teórica, consegue explanar friamente os "conceitos" fundamentais da fé cristã. 

Entretanto, há aqueles que saltam do ambiente da contemplação e se lançam no ambiente da experiência pessoal, individual e impactante. Estes, efetivamente, provam e veem que o Senhor é bom!

A teoria é complexa, reducionista, rasa, fria, chata. Agora provar é simples, profundo, amplificador, atraente, saboroso! Provar e ver é o caminho! O resto é apenas artimanha retórica! Salmos 34.8