sábado, 11 de julho de 2020

Noite e Dia




NOITE E DIA

Rompem-se eras, sufocado na agonia
De te amar; vagara, só, por tais veredas
Absorvido e a desejar tua pele-seda,
Donde a fina primazia em ti teria.

Nos enlaces das estrelas – Três Marias -
Com teu brilho a ofuscar-me, tua beleza
Arde em mim, enquanto angústia e incerteza,
Pois querer-te é mais que ser: é noite, é dia!

São as sombras um refúgio ao andarilho
E a penumbra é o abrigo de quem ama,
Abraçado ao toque álgido: o vento-norte.

E o anseio pela aurora é sina e trilho:
É o romper de um sol que o frio não abranda,
Já que o teu calor é doce vida e morte.

Jordanny.

Nenhum comentário: